A importância de escolher

 

a importância de escolher 2

A criança assim como o adulto quer opinar no que vai comer, vestir, para onde vai passear. Nem sempre podemos deixar que a criança tome decisões, pois ela muitas vezes não tem a informação ou maturidade necessária para tal. Por exemplo, ela não entende que comer batata frita todos os dias faz mal para saúde e por isso não pode ter autonomia para fazer esta escolha. Além disso, algumas decisões podem parecer grandes demais para ela, como por exemplo, quando você pergunta o que ela quer comer hoje, ela tenta pensar em todas as comidas que conhece e decidir sem ter a noção de que tem a vida toda para comer as outras coisas. Entretanto, é muito importante que a criança faça parte de algumas decisões e sinta que tem liberdade para fazer escolhas e lidar com as consequências de suas escolhas. Se a criança não tem a permissão para escolher nada, acabada sentindo-se frustrada e dando a famosa “birra” para conseguir o que quer. Este tipo de autonomia na infância ajuda a formar adultos mais seguros de si e independentes, que sentem-se confortáveis para tomar decisões e confiam nos resultados das mesmas. Aqui vão algumas dicas de como incentivar seu filho a fazer escolhas:

Crianças que fazem suas próprias escolhas são mais independentes e tranquilas pois sentem-se ouvidas e entendem melhor os motivos pelos quais não podem fazer determinadas coisas, afinal já tiveram que lidar com as consequências de suas decisões.