Educação não é aprender quanto é 2+2!

Educação não é aprender quanto é 2+2

Vivemos em uma era de paradigmas controversos, em que os pais, frente às necessidades econômicas e sociais, muitas vezes não conseguem desempenhar seu papel de educadores integralmente. Confiam na escola, então, como parceira no processo educativo de seus filhos. É na escola que o trabalho dos pais continua, é lá que as crianças de hoje aprenderão lições que moldarão o resto de suas vidas. Para somar 2+2 eles sempre terão a boa e velha calculadora (ou smartphones, relógios e seja mais o que for inventado até lá!). Difícil mesmo é saber como se comportar ao ouvir um “ Não”, como viver em harmonia com as outras pessoas, natureza a animais. Difícil mesmo é saber fazer escolhas que promovam igualdade, compreensão, justiça, respeito, saúde e felicidade.

Os adultos de 2016 através das notícias, mobilizações, redes sociais, já perceberam que a memorização de tabuadas pouco faz para formação de caráter. Aprender a dividir seu brinquedo, aprender a esperar sua vez, aprender a conviver com as diferenças, aprender as palavrinhas mágicas, aprender a se alimentar bem, a cuidar do seu corpo e do seu espaço, aprender a lidar com a frustração de não poder se ter o que se quer na hora que se deseja- essas lições, sim, têm ligação direta com a preservação e valorização da fauna e da flora, com a honestidade e idoneidade do ser humano, com o entendimento de que a mente e o corpo de todas as pessoas também precisam ser respeitados e tratados com dignidade.

O mais interessante é que isso não se aprende na faculdade, ou ensino médio. Essas são lições que começam lá na educação infantil, ou como diria a linguagem popular, que vem de berço! Por isso, a escolha de uma escola que tenha valores alinhados com que se espera para o futuro dos nossos filhos precisa ser feita nos primeiros dias de vida! Essas lições não aprovam no vestibular, ou em concurso. Mas apesar de não garantirem que nossos pequenos terão um salário de 5 dígitos, elas salvam gorilas em (de) zoológicos, elas garantem segurança, dignidade e respeito à mulher (e a todos!), elas eliminam a corrupção! Educação não é somar 2+2 e não é feita somente em casa pelos pais. Educação é uma questão social e primordial para garantia de uma sociedade equilibrada, desenvolvida e plena!